quinta-feira, abril 29, 2004

Inveja, inveja, inveja

Já tinha ouvido falar, mas hoje viciei. Completamente. De longe, o melhor blog em que já pus meus olhinhos - e olha que o da Adriana Maximiliano (www.aquiemdc.blogger.com) e o Brazileira! Preta da Clara Averbuck (brazileirapreta.blogspot.com) já estavam na minha lista de favoritos. Mas o Garotas que dizem ni (www.garotasquedizemni.com), é o máximo. Já li parte do arquivo enorme de um ano e não sossego enquanto não ler o resto. Bem escrito, sem comentários, cheio de textos engraçados. Leve inspiração do O2 Neurônio, mas isso não importa. Recomendo.

quarta-feira, abril 28, 2004

O VELHO CTRL-C + CTRL-V

Texto do Mário Bortolotto (aquele do Cemitério de Automóveis) sobre o dia em que ele conheceu a Fernanda, mulher dele há 15 anos. O pouco que resta da minha memória me fez lembrar das moças do Clube do Picadinho...

"...Se ela não tivesse tido a manha, nada disso teria acontecido. Eu já havia sacado aqueles olhos verdes espertos flanando pelo festival, mas jamais teria a manha. Nós, homens, não temos a manha quando parece ser sério. Só quando não vai fazer falta é que a gente se aventura. Porque mesmo que não dê certo, ainda assim a gente pode bancar o fanfarrão na mesa do boteco tipo "eu não queria mesmo". Sabe como é. Eu tenho que admitir: As mulheres tem muito mais a manha. Pelo menos as de verdade."

segunda-feira, abril 26, 2004

Guerra da pornografia nos postes de uma rua de Bauru

Pelo visto a cidade continua a mesma carola e conservadora de sempre.

Olhem só a matéria da agência Estado:

"Já vem acontecendo há um mês e, quinta-feira passada, os moradores da Rua das Castanheiras, no bairro Presidente Geisel, em Bauru, chamaram a polícia: os postes estavam cobertos de fotos pornográficas. Hoje, quando acordaram, os postes estavam novamente decorados com esse flagrante mau gosto e mais: pregadas nos postes estavam também faixas xingando os moradores que chamaram a polícia.

De novo a polícia voltou à rua das Castanheiras e agora a Polícia Militar resolveu comprometer-se a aumentar as rondas na área. Mas os próprios ofendidos anunciam que vão fiscalizar e tentar identificar o responsável pelas fotos e ofensas.

O morador Darci José Queirós disse que ele e seus vizinhos vão usar até seus cães para fiscalizar a área e, identificando o autor do ataque pornográfico, vão chamá-lo à justiça e processá-lo por danos morais e atentado ao pudor, já que o material afixado na rua foi visto pelas crianças da vizinhança.



sexta-feira, abril 23, 2004

Gato com Sazón

Rondônia não para de surpreender. Após a matança de garimpeiros, da degola de 14 presos, foi confirmado nesta sexta-feira o cardápio da rebelião no presídio Urso Branco (tem urso na Amazônia, Luiza?): quiabo e gato com Sazón.

Segundo as mulheres dos presos, que fizeram questão de acompanhar lá de dentro a rebelião, é "um prato muito saboroso".

O drama dos felinos que cumprem sabe lá que pena no presídio é relatado no Rondoniagora. Um achado no mundo virtual. Acho que eles disponibilizam mais fotos num único dia que o iG. Rondônia tá com tudo no mundo on-line.

Além do tempo real, conseguem fazer matéria emotivas como a do gato sobrevivente Sansão. Eu não chorei, mas a Helena tenho certeza que vai chorar:

Entre mortos e feridos Sansão, o gato preto que acompanhou assustado toda a movimentação dos últimos dias no presídio Urso Branco, saiu ileso e quase sozinho. Do grupo de quase duas dúzias de felinos, moradores bem alimentados da cadeia, só Sansão (foto) e outros três conseguiram sobreviver.

Somente na manhã desta sexta-feira os jornalistas que cobriam a rebelião tiveram a certeza que as mulheres e os presos rebelados estavam, literalmente, comendo churrasco de gato. As mulheres que faziam parte da comissão de negociações revelaram, sem muito incômodo, que gato com Sazón (tempero que aguça sabor) é um prato muito saboroso. Quiabos, plantados no pátio do Urso Branco, acompanharam as refeições.

Sansão, gato esperto, foi várias vezes ao portão que dá acesso aos pavilhões tomados pelos detentos. Olhou cuidadosamente para um lado e outro e decidiu várias vezes ficar na área do “seguro”, onde ficam os presos jurados de morte.

A sapiência do bichano chamou a atenção de alguns jornalistas que, ao final da rebelião, respiraram aliados ao ver Sansão são e salvo.


Para ver a foto do sobrevivente Sansão clique aqui.




quinta-feira, abril 22, 2004

Concordo com quase tudo

Tirando o fato de que gosto de documentários (pero, no tanto), de legumes e verduras (muito!), me gustó muchissimo esse artigo:

http://bravonline.uol.com.br/impressa.php?edit=en&numEd=79
Sândalo de Dândi

Sobreo ATARI Club - apesar do rock e por causa dele, etâ luagrzinho retrô !!!!!

Beijo teus lábios... desejo te amar
Isca na ponta do anzol...
Num dominó peças vão combinar
Eclipse pleno da lua no sol

Sinto no ar: "Sândalo de Dândi, dom de querer bem"

- É só se ligar... "Tudo que é mutante muda amando alguém..."
Frágil aprendiz..., tu___do bem...

Sinto no corpo prazer de estrelar
Cenas de um filme de amor...
Venço limites, você insiste... tudo me atrai
Clima de festa de Rock'n'Roll

Sinto no ar: "Sândalo de Dândi, dom de querer bem"
- É só se ligar... "Tudo que é mutante muda amando alguém..."
Frágil aprendiz..., tu___do bem...

Alvo de míssil... que me seduz
Imã que atrai explosão...
Farol girando... raio de luz
Fio de laser... alta tensão

Sinto no ar: "Sândalo de Dândi, dom de querer bem"

- É só se ligar... "Tudo que é mutante muda amando alguém..."
Frágil aprendiz..., tu___do bem...

(Metrô)

PRAGA DO MÁRCIO PATETA PEGA!

Tenho certeza que é só porque eu usei o blog pra sacanear o Márcio quando ele falou em "diegético".
Agora, nas minhas aulas de roteiro, tenho que ouvir a cada quinze minutos o professor falando em diegese, diegético ou dando bronca pq eu não li "A Arte Poética"...

quarta-feira, abril 21, 2004

NUEVO VIRUS

Se ha encontrado un nuevo virus cuyo nombre es "TRABAJO".

Si Usted recibe "TRABAJO" de sus colegas o jefe vía e-mail, o de cualquier
otra fuente, &iexl;NO LO TOQUE!

Se ha comprobado que "TRABAJO" se instala en su cerebro, y borra
completamente su vida privada y las ganas de pasarlo bien.

En caso de que Usted tenga contacto accidental con el virus, invite un par
de amigos y diríjase al bar más cercano.

Después de tres rondas de su bebida favorita (mientras más grados tenga,
mejor), notará que "TRABAJO" ha sido borrado completamente de su cerebro.

Envíe este alerta de virus a cinco amigos como mínimo.

Si Usted nota que no tiene cinco amigos, eso significa que Usted ya está
infectado con "TRABAJO", y el virus está controlando su vida.

Si este es el caso, diríjase al bar más cercano y quédese allí hasta que
consiga hacer como mínimo cinco amigos(as).

Luego comience con el proceso de descontaminación.

Rondônia vira notícia

Demorou, mas eis que Rondônia finalmente virou notícia. Confesso que até então a nossa amiga Luiza era praticamente minha única referência do Estado. Em quatro anos de jornalismo é a primeira vez que vejo Rondônia ganhar as manchetes principais. Agora, só falta acontecer algo no Amapá (nunca vi nenhuma notícia vinda de lá.

O duro é que esses estados só viram notícia quando há tragédias. Mas antes de entrar na onda de certos veículos que já começam a chamar o episódio da morte dos garimpeiros de "chacina" ou então fazer igual ao governador Ivo Cassol que comparou o episódio à questão das invasões do MST, com a diferença que os fazendeiros não os matam. Ou ainda atribuir a culpa à índios capitalistas que participam do contrabando de diamantes. Nunca é demais lembrar que as mortes ocorreram em áreas demarcadas, onde é proibida a entrada de brancos e que mineração em terra indígena é ilegal.

Muitos consideram um absurdo a posição de antropólogos que sustentam que os índios não podem ser julgados e eventualmente punidos pelas mesmas leis do nosso Código Penal. Mas antes de entrar nessa onda vale à pena entender um pouco mais sobre a cultura e direitos do índios.

Quem tiver interesse em entender um pouco mais sobre a tragédia anunciada e sobre os Cinta Larga (chamados assim porque todos usam algum tipo de cinto), o Instituto Socioambiental é a melhor fonte de informações. Uma verdadeira enciclopédio sobre o índio.

segunda-feira, abril 19, 2004

DROGAS PESADAS

Não sei o que é pior: a polícia prender o "terrível e perigoso" maconheiro Marcelo Anthony ou a mídia brasileira repercurtir o caso...
O Rio neste momento é uma cidade em que o medo parece ter tomado conta de toda a população...
Enquanto traficantes dominam os morros e dão ordens no funcionamento da cidade a polícia prende mais um cidadão comum. É certo que são os usuários que dão este poder aos tráfico, mas ocorre que a dubialidade das leis brasileiras permite que por aqui se vendam cigarros e bebidas alcóolicas, que viciam tanto ou mais do que maconha, mas a danada da canabis não...
O resultado destas leis dúbias é que agora os usuários não serãomais enquadrados como criminosos quando forem presos com drogas, o que estimulará ainda mais a venda e portanto o aumento do poderio do tráfico. O Brasil precisa decidir se recrudece ou libera de vez as drogas...
Acredito que a proibição, além de não gerar divisas para o país, como o recolhimento de impostos, ainda seja a responsável pela força do tráfico. Há muitos interesses envolvidos nisto...
É bom não esquecer que foi a Lei Seca, na década de 20 nos Estados Unidos, que foi respónsável pelo enriquecimento e conseqüente poderio dos gangsters americanos como Al Capone...
Não sou nem nunca fui usuário de drogas, a naõ ser coca-cola light, café e chocolate - que também viciam - mas sempre fui favorável à liberação como instrumento de controle à violência que tomou conta das grandes cidades brasileiras, em grande parte devido ao dinheiro do tráfico em mãos erradas....
Em tempo, para mim as drogas mais pesadas atualmente no Rio moram no Palácio das Oranges Tree e respondem pelo estranho sobrenome de Litleboy.....

quinta-feira, abril 15, 2004

O PRÉDIO DA GAZETA MERCANTIL ACABA DE SER LACRADO PELA JUSTIÇA E NINGUÉM SABE O QUE ACONTECERÁ DAQUI PARA FRENTE !
ALGUÉM SABE DE ALGUM EMPREGO PARA JORNALISTA ?

quarta-feira, abril 14, 2004

A pedidos, estou me manifestando:

Alguem saber Excel??? preciso fazer umas tabelas de curvas e graficos de pizza. Ja estou me virando, mas rola umas duvidazinhas ainda...

Gazeta Mercantil

Para completar o festival de notícias ruins, a Gazeta Mercantil acaba de ter a falência decretada.
(Onde vc está Márcio? Lacraram o prédio com vc dentro?)
Outros pedidos de falência já tinham sido feitos, mas pelo que sei é a primeira vez que a falência é decretada. A Gazeta ainda pode recorrer, mas se eu estivesse aí tentaria levar algo de valor, antes dos oficiais de justiça cheguem aí para fazer o inventário dos bens.


SOS RIO

Socorro amigos! A cidade marvilhosa que escolhi para ser minha segunda terra natal está em apuros! Tenho que me unir a algum grupo radical anti família Garotinhos e o Vice-Conde das Laranjeiras!E ajudar a planejar um atentado antes que ele acabem com o Rio de Janeiro!! Um aliado eu sei que tenho o Arthur Xexéu colunista do Globo. Todo mundo sabe que ele não gosta e não concorda com esse povo que está montado no poder do Rio - está até sendo processado pela Governadora por caluniar (?!) a escova definitiva da mesma. E a coluna dele de hj. está fantástica. Um crítica feroz e bem (ou mau) humorada sobre os últimos acontecimentos.
E para piorar acabaram matar um tal de Lulu traficante e tá um outro rebuliço na cidade! Acho que vou dormir no Projac!

terça-feira, abril 13, 2004

RETORNO DE SATURNO ou
O CAPÍTULO 1 DO CLUBE DO PICADINHO


Quando vc chega aos 30, as coisas realmente mudam.
Aquela gripe tradicional que vc pega uma vez a cada quinze dias deixa de ser gripe e vira princípio de pneumonia, com direito a raio-x de médico e sete dias de antibiótico. Jurei que vou parar de fumar. Já são 77 horas.

Feriado deixa de ser balada atrás de balada e vira remédio atrás de remédio.
Só saí de casa pra ir ao teatro.

Assim como a Vida Simples me fez quebrar tabu e comprar três revistas seguidas, Mário Bortolotto me fez quebrar outro e ver três peças do Grupo Cemitério de Automóveis. O Mário já foi chamado de Plínio Marcos do ano 2000, tem personagens marginalizados. Mas antes de tudo tem um humor corrosivo e personagens que mergulham fundo atrás do que querem.

A primeira peça que eu vi, A Frente Fria que a Chuva Traz, era sobre um grupo de playboys hedonistas que alugavam uma laje na favela pra fazer uma balada. Uma das personagens, a drogada Amsterdam, tem interpretação inesquecível de Fernanda D´Umbra.

Na segunda, O Herói Devolvido, empurrei o Édson pra ver. Mas não gostei muito da adaptação dos textos do Marcelo Mirisola, escritor e colunista do AOL.

A terceira, que vi no domingo à noite, Getsêmani, é ótima. "Terroristas" sequestram um editor de livros de auto-ajuda e começam a torturá-lo, para que ele passe a publicar boa literatura. Essa tá em cartaz ainda.

Mas eu fiz o post com outro objetivo. O Cemitério de Automóveis apresenta suas peças no Teatro Alfredo Mesquita, ali em Santana. Gurgel se apresentou lá, em 1993, pré-história do Rekebra e do Picadinho. Eu vi.

Saia da Sibéria um pouquinho e escreve sobre isso, vai Gurgel...
Poucas coisas são tão legais em um blog quanto contar a sua versão da história.

P.S. - Eu era ausente e escrevi os três últimos textos daqui...
P.s. II - O blog do Mario Bortolotto é bem legal. Édson vai adorar...

quinta-feira, abril 08, 2004

(Em homenagem à minha amada Helena...)

VÁ PARA O FOGÃO!!!!

Isso sim era o que EU deveria ter feito na manhã de ontem, quando entrei para o mundo dos acidentes automobilísticos.

Dez horas da manhã, saindo para o jornal logo após o final do rodízio, na portaria do meu prédio. Saída para a direita e um portão de outra garagem logo ao lado, também à direita. Olho para a esquerda, vejo que dois carros vem vindo, calculo o tempo, espero, eles passam, eu checo se o carro não está na segunda marcha (esse foi o problema), começo a acelerar e PUMBA!

De onde apareceu aquele carro? Caiu do céu? Como eu não vi?
Enquanto pensava nas respostas, meu carro seguia em frente. Lembrei disso quando ele subiu na calçada do outro lado da rua. Pelo menos deu tempo de não atropelar ninguém. Barbeiragem minha, sem direito a STJD.

Desci, o sujeito desceu do Monza e eu noto que a traseira dele está completamente destruída.

Ele me cumprimenta calmamente e diz, irônico: "Estou bem mesmo... Semana passada acertaram minha traseira, agora você pega a lateral..."

Só um arranhãozinho no dele, nem amassou. O meu? O estrago também não foi grande. Alguém aí sabe se custa caro uma tampinha de pisca-pisca do lado direito de Palio 1997?
NOSSA FÃ NÚMERO UM (OU SERIA A ÚNICA?)

Letícia mora no lado legal da Dutra. E dia desses me contou que adora o Clube do Picadinho!!!!
Trabalha na Globo News, já foi campeã de remo, de iatismo, de meia-maratona e de pólo-aquático (é sério!). Tem um gosto musical que beira a perfeição: no porta-cds dela (assim como no meu) convivem pacificamente Cafe Tacuba e Pixies, por exemplo. E pra completar, ela também é fã do Amores Perros!!!!
Vai ser minha parceira de trabalho em breve. Prometi que vou mandar uma proposta de roteiro pra ela. Anima Mundi, aí vamos nós...
Anteontem ela fez o que metade do Clube vai fazer nos próximos meses: defendeu dissertação que, aliás, tem um título que parece frase do Márcio quando gosta de falar difícil pra impressionar: Análise Visual de Jogos Computacionais para o Desenvolvimento Fonoarticulatório de Crianças Surdas. (!!)

No blog, Letícia conta como é defender dissertação. Gurgel, Márcio, Helena, Ana Karla... Vão lá pra vcs irem se acostumando...

quarta-feira, abril 07, 2004

Gatos, gatos e mais gatos

Todos se espantam e me perguntam por que tenho tantos gatos... Hoje estou com um arranhão no braço, porque estava deitada com o Melancia e ele se assustou com um barulho da região pacata onde moro e saiu correndo, deixando as marcas das suas patas traseiras no meu braço. Pronto, todo mundo no trabalho acha um horror, me enche o saco e eu tenho vontade mandar todos pra'quele plácido local que vcs imaginam. Mal sabem esses cidadãos e todos vcs que eu levo arranhões de gatos desde 1 ano de idade e nunca me importei, nem nunca tive qualquer acidente mais grave.

Gatos são a minha loucura. Não poderia viver sem eles, nunca vivi sem gatos. As pessoas têm loucuras diversas. Tem gente que vive em depressão e faz disso seu estilo de vida. Tem gente que vai pra balada de segunda a segunda. Tem gente que transa com qualquer um, sem distinção, tipo a Samantha do "Sex and the city". Tem gente que fuma maconha até derreter os neurônios. Tem gente que larga tudo e vai morar no Tibeth... etc e tal.

Pra mim, com exceção do Tibeth, tudo isso é loucura do tipo mais profundo. Então que o mundo me deixe com a minha. Eu que pago as contas deles (que são grandes apenas quando ficam doentes); minha casa é limpíssima mesmo com tantos, porque eu mesma limpo (outra loucura minha da qual não abro mão); eles me fazem companhia quando não suporto mais ninguém.

Outra coisa que me enlouquece e considero argumento barato é quando me dizem que eu deveria ter filhos pra parar com essa "bobagem". Filho é uma coisa, gato é outra. Se um dia tiver filhos, eles vão crescer no meio de um monte de bichos, como eu cresci. A veterinária dos meus gatos tem um casal de gêmeos que vive em meio a um gatil, duas cachorros e todos os clientes. São lindos e saudabílissimos! Um exemplo pra mim.

O problema que gera essa comparacão é que vivemos numa sociedade completamente antropocêntrica, em que só o ser humano importa. Nessa maldita lógica é que pensam que eu substituo os filhos que não tenho (porque não quero e não sei se vou querer) pelos meus gatos. Mal sabem essas criaturas de pensamento raso da missa, a metade.


terça-feira, abril 06, 2004

Você percebe que já está cansando do mesmo e das paranóias da profissão quando...

- é pautado para ir acompanhar o maior caso policial do momento (a entrega do acusado de matar o pai) e não fica nem um pouco estimulado de participar de mais um massacre público de mais um crime de classe média alta.

- passa horas em frente a delegacia à espera da entrega e já não dá muita bola para checar a onda de boataria que costuma surgir nestes momentos. Espera a redação te ligar para apenas dizer: "Ninguém confirma isso! Quando tiver algo eu ligo".

- o elemento chega no camburão e você já não perde mais tempo ficando na linha de frente do empurra-empurra, só para ser esmagado e não conseguir fazer imagem nenhuma com uma câmera Mavica que não foi feita para se fazer fotojornalismo.

- o que o assessor de imprensa combina não dá certo mais uma vez, ninguém consegue fazer as imagens e você nem mais perde tempo discutindo com o merda do assessor a palhaçada que eles sempre armam.

- o delegado finalmente aparece para dar uma satisfação, os jornalistas sobem em cima do pescoço do outro, não deixam ele terminar uma frase e ficam fazendo a mesma pergunta já feita pelo menos duas vezes ou aquelas perguntas estúpidas dos jornalistas dos policiais de TV, e você fica olhando de longe e quando as coisas se acalmam, apenas grita de longe a única pergunta que interessa: "Ele vai ser indiciado?".

- você liga para redação passa toda a história, avisa que o depoimento deve avançar a madrugada e decide voltar para a redação sem qualquer nóia de que pode acontecer alguma coisa e você não estar lá.

Cada vez mais chego à conclusão de que a melhor notícia ou matéria não é aquela onde toda a imprensa está.

segunda-feira, abril 05, 2004

sobre bbb4, falta de paciência e outras pieguices

acabei de transitar pelos canais de tv, e me perdoem os que discordam, nem a opção do cabo nos salva mais. mantive por algum tempo a atenção em dois sujeitos (na verdade um sujeito e uma sujeita) que bebiam 'espumante' e cantavam, acompanhavam, num inglês se não macarrônico, muito próximo do que é praticado pelas drags em seus shows de dublagem. big brother bras(z?)il 4, ou bbb4 para os iniciados, no multishow. não vi o programa, pouco sei quem são cida e tiago, os finalistas dessa edição, mas se minha memória não apresentar nesse momento sinais de seqüela, não são esses os dois sorteados no início da aventura e sem ligação anterior, exceto a de audiência, com a globo? se sim, é apenas uma coincidência?

e ando completamente sem paciência ultimamente para manter o hábito de bloggar. mal tenho vontade de ler esses diários, quanto mais escrever neles. não sei onde, mas pretendo brevemente encontrar a paciência perdida...

e conversei animadamente ontem com a luiza, mais de hora e meia de telefone. engraçado isso, afinal e por vocês lembrarem sempre disso, quem tomou o tapa na cara fui eu!

e minha comida chegou. depois, sabe-se-lá quando, volto...

A vida é foda

Eu estava devendo a vocês a continuação do encontro com o meu irmão.

Não escrevi antes porque não teve nada de mais, tipo novela mexicana, com lágrimas, música de pianinho ao fundo, etc. A gente se abraçou, ele conheceu a filhinha dele, vi que ele mudou muito pouco, apenas ganhou uma barriga mais protuberante, mas o cabelo dele não está branco e a voz e o jeito de falar meio de “peão” são os mesmos. Demos muita risada quando ele quase derrubou a neném no chão, e conversamos um pouco, como velhos amigos, nem parecia que passaram nove anos.

Mas para ele, a gente mudou muito. Ele achou nosso irmão mais novo muito velho, por causa da calvície do cara. Ele já tinha se espantado quando viu fotos dos nossos pais, disse que estavam muito mais velhos, com muitos cabelos brancos e rugas no rosto. Tivemos pouco tempo para conversar, porque ele ficou só um dia em casa. A mulher/namorada dele queria a todo custo voltar para Juquiá (perto de Peruíbe), onde mora a mãe dela e eles montaram uma casa para passar alguns meses, até a Aiko crescer um pouco e os três retornarem ao Japão. Ah, a minha família não gosta muito dela. Que merda não? Eu já disse para minhas irmãs não criticar a escolhida do mano na minha frente. Tudo bem que ela vem de uma família problemática, e não é uma pessoa fácil, mas a gente tem que torcer pela felicidade deles.

Mas hoje, conversando com o meu professor/psicólogo de inglês, surgiu um fato novo. O mestre disse que não é normal o cara passar nove anos fora e ficar só um dia em casa. Isso é comportamento de quem está fugindo de alguma coisa. Para o teacher, quando meu irmão foi pro Japão da primeira vez, 14 anos atrás, foi uma fuga da vida sem perspectivas aqui no Brasil (é o único dos cinco irmãos que não fez faculdade), das responsabilidades de ser o filho mais velho, da situação difícil em casa, porque a gente era muito, muito, muito pobre.

O pior é que eu concordo com o filho da puta do teacher.

Lá na terra do sol nascente ele trabalhou em mais de 20 empregos. Nós nunca sabíamos em que cidade ele estava, porque às vezes passava meses sem ele ligar para casa. Mas também, ele teve todos os carros que quis ter, uns 30. Antes de voltar, ainda deixou uma pick-up guardada na garagem de um amigo, com as coisas dele, pronta para seu retorno, ou fuga.

Já estou conformado com o fato de que vou passar mais dez anos ou vinte, sem ver meu irmão e minha sobrinha. Como aconteceu com o meu amigo Padovani, minha outra grande influência. Não faz mais parte da minha vida.

Essas coisas me fazem lembrar do filme “Confissões de Henry Fool”, do Hal Hartley. A “moral” do filme é que nem sempre o cara que é a sua maior influencia é o melhor da vizinhança.

Desculpa qualquer coisa gente.

16 DIAS PROCLAMADOS

Tenho a obrigação moral de lembrar que : QUEM SE LEMBRE DE ALGUM IMPEDIMENTO LEGAL CONTRA O CASAMENTO DE LYARA E DARLAN QUE FALE AGORA (AO CARTÓRIO) OU SE CALE.. NA FRENTE DO JUIZ NO DIA DO CASAMENTO nÃO ADIANTA DAR BARRACO...RS ... MESMO PORQUE O CASAMENTO PELO QUE EU ENTENDI VAI SER PRÁ LÁ DE FINO.....
AS proclamas estão correndo no cartório.... Pensem bem... não vale lembrar o passado bauruense dos noivos.... rs..... POIS ISTO O JUIZ JÁ ENTENDERIA COMO ANTECEDENTES CRIMINAIS,, HEHEHEHE

sexta-feira, abril 02, 2004

ALGUÉM PODE ME INFORMAR POR QUE CARGAS D' ÁGUA GUTENBERG INVENTOU A PRENSA ?
TRABALHAR NA IMPRENSA BRASILEIRA, OU NO QUE SOBROU DELA, JÁ É UM STRESS...
TER QUE FAZER MATÉRIA SOBRE A BIENAL DO LIVRO DE 3 PÁGINAS NA MESMA SEMANA QUE VOCÊ ESTÁ CERCADO DE LIVROS ESCREVENDO SEU MESTRADO DEVE SER ALGUMA NOVA FORMA DE TORTURA PÓS-MODERNA....
ÓTIMA NOTÍCIA !!!!!

QUERO COMUNICAR, E NÃO PRECISAM MORRER DE INVEJA, QUE SEREI PADRINHO DE CASAMENTO DE DARLAN E LYARA !!!!!!
ESTOU MAIS DO QUE FELIZ E ORGULHOSO PELO CONVITE ! COMO ESCREVI A ELES, É UMA HONRA ME TORNAR "CUMPADRE" DO CASAL, ASSIM COMO JÁ SOU DE ANDERSON E HELEN !!!!!
HÁ FAMÍLIAS DE SANGUE E FAMÍLIAS DE OPÇÃO. CONVITES COMO ESTE ME CONFIRMAM A SENSAÇÃO DE VOCÊS SERÃO MEUS "PARENTES" DO CORAÇÃO. PRESENTE BOM QUE DEUS E A VIDA ME DERAM....

quinta-feira, abril 01, 2004

PECHINCHA

Nas Lojas Americanas, pelo menos na do Shopping Light, tem boa promoção de DVDs. Comprei o Amnesia por R$ 10!!! E tinha lá no meio toda a coleção do Kubrick, mais Exorcista e Poltergeist por R$ 17. E uns ganhadores de Oscar, tipo Soldado Ryan, por R$ 29.

Casal Oliveira-Alvarenga: Escolham um para eu dar de presente.
Só UM que eu tô pão-duro...
Como as coisas mudam

Há algumas semanas atrás escrevi aqui um post sobre a nossa terra do nunca, Bauru, dizendo que sentia saudades. E sinto. De nós, da nossa vida lá, dos anos entre 1994 e 1997. Agora, daquela terra no meio do nada, eu não sinto saudades mesmo e só pretendo voltar lá com um excelente motivo - que não incluí visitas a ninguém e churrascos.
Por que essa mudança de humor? Além dos 9 pedágios, da estrada chata que não chega, do congestionamento absurdo causado por uma festa country no meio do nada no sábado, da volta pra casa com trânsito no domingo a noite, o que me faltava para odiar aquelas bandas? Uma multa. Sim, uma multa de excesso de velocidade.

EU NAO TOMO MULTA POR EXCESSO DE VELOCIDADE EM SP!!!! eu sou a motorista mais legalista do mundo, não faço nada errado! Nunca, nem quando não tem ninguém olhando - tenho testemunhas pra provar!

A velocidade máxima era 50km/h. Eu estava a fantásticos 58 km/h. Às 00:17hs do dia 14/03. Eu mereço?

Agora alguém me diga onde é a rua Antonio Eufrásio de Toledo pra eu me indignar mais e descobrir que é no viaduto da Rondon, onde peguei o maior breu da minha vida e nem um monge budista deixaria de por o pé no acelerador pra escapar logo dali!!!!!

Pensando bem, acho que voltarei lá sim. Pra recorrer da multa, porque eu não vou dar um puto pra`quele fim de mundo se eu puder evitar!
Mais uma festinha....

Ai ai.. estou me achando muito fútil! Mas o assunto é esse mesmo. Festinha da TV Globo regada a chop, celebridades e babados. Ontem foi a de encerramento e/ou descarrego de Um só Coração. E festa de encerramento é sempre melhor que de lançamento. Equipe e elenco já tem intimidade e passaram juntos pelos perrengues de meses de trabalho semi-escravo. Sr. Carlos Manga, baloarte da TV e cinema nacional, foi ovacionado no auge de seus 76 anos. Maria Adelaide a enérgica escritora idem. De resto a festa foi ótima, o povo soltou os bixos. Eu não claro, que estou prestes a me tornar um sra. de respeito. Mas confesso que fiquei de olhos cummmpridos ao ver o fofo Frrrreeeeeederico, ex- Corte Real, vulgo Murilo Rosa. Entusiasmo hormonal.
Em tempo: Miss. Arósio não deu o ar graça para fazer o ambiente pegar fogo! Deve ter caído dura depois de gravar até as 10 da noite de ontem mesmo.