segunda-feira, janeiro 30, 2006

EXTRA-EXTRA!

Márcio Rodrigo é visto jogando sinuca no Rio de Janeiro! Há quem diga que até o final de semana ele estará andando de bicicleta na Lagoa.
Descoberto o único ser no mundo que ama o rádio relógio do Anderson!!!!!!!!!*

*sim, ainda é aquele mesmo, Darlan. e ainda toca esganiçadamente

Da série... como se faz um livro*

* E como se enlouquece a mulher com o quarto bagunçado







domingo, janeiro 29, 2006

PICADINHO DE CONVERSA IV

Eu e uma amiga casada, no MSN:

Ela - E você? Como está?
Eu - Bem. Mas... ah... de saco cheio de São Paulo. Ando com vontade de morar no Rio.
Ela - Claro!
Eu - O que?
Ela - Você sempre quer estar onde você NÃO está!
Eu - É... devo ter sido cigano na outra encarnação.
Ela - Hehehe...
Eu - E você? O que conta?
Ela - Bem. Mas... ah... continuo afim daquele carinha que eu conheci no Recife.
Eu - Claro!
Ela - O que?
Eu - Você sempre quer estar com o homem que você NÃO está.
Ela - É... devo ter sido puta na outra encarnação!

quinta-feira, janeiro 26, 2006

SEIS (OU SETE?) FILHOS DE FRANCISCO

Vi ontem nosso candidato a candidato ao Oscar com um único objetivo: chorar.
E aí que eu não consegui. Bem que tentei naquela hora em que o menininho... (alguém já viu? não quero estragar a "surpresa")... mas não rolou.

Alguém pode me indicar um filme pra chorar mesmo????
Mas tem de ser tiro e queda. Daqueles que a gente fica soluçando por uns dez minutos!

Lembro de uma vez, nos mesozóicos anos de Rekebra, de uma semana em que teve uma onda de choradeira por causa daquele filme do Clint Eastwood... com a mulher... que cada um vai para um caminho no final... (como chamava mesmo?). Era um tal de Luiza chorando num canto, Márcio soluçando abraçado com o Fabinho. Affe!
Fui ver e nada! Pimenta Tabasco me faria soltar mais lágrimas.

Aí fiquei tentando lembrar de filmes que me fizeram chorar. O primeiro foi E.T., mas eu tinha sete ou oito anos. Acho que hoje não daria certo. Depois teve um monte: Meninos não choram (sim. eu chorei), Adeus, Lenin (não fale mal, Gurgel), Em Algum Lugar do Passado (eu tinha 12 anos, vá lá), o episódio do Snoopy em que o Woodstock foge para um circo, metade dos episódios de Anos Incríveis....

Recentemente teve o Finding Neverland também... Já Peixe Grande... que todo mundo fala... Nada!

Ah! Chorei muito também no "Sexo, Amor e Traição". Mas foi raiva por ter pago o ingresso...

Enfim! Minhas lágrimas aguardam indicações...

terça-feira, janeiro 17, 2006

U2 no Brasil

VocÊs vão??? Eu não... vou só no Roling Stones que vai ser de graça aqui do lado de casa.

sexta-feira, janeiro 13, 2006

Água mineral

E nós que achávamos que para a polícia do Rio água mineral era apenas um sinônimo de cafezinho ou cerveja. Ainda bem que o Gurgel interpretou errado e o Edson foi rápido com as mãos... Essa revelação tirou um peso das minhas costas.

http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/brasil/2240001-2240500/2240148/2240148_1.xml

domingo, janeiro 08, 2006


ENQUANTO A SEGUNDA GERAÇÃO DOS PICADINHOS NÃO VEM...

A da esquerda é a mais nova: Ana Carolina Galvão Amaral,
4 anos.

A da direita é a mais velha: Maria Eugênia Galvão Amaral, 6 anos dia 6 de fevereiro.

Quem tirou a foto foi o tio babão.

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Blood Sugar Sex Magik

Esse post é para André, Édson e Márcio... infelizmente Márcio, Lyara e Darlan ainda não faziam parte de nossas vidas naquele momento.

Nesse momento estou ouvindo esse CD do Red Hot Chilli Pepers que eu amo. É impossível ouví-lo, ou ao Pearl Jam ou Nirvana, sem lembrar dos primeiros momentos de Rekebra, há 12 anos atrás.

Quando entrei na casa pela primeira vez, junto com a Dani e levada pelo Anderson, André sequer levantou os olhos do miojo que estava comendo pra me dizer oi. Quando vi o Edson cochichei com a Dani "Mas ele é mesmo da nossa turma?". O japa já falava sem parar naquela época, era impressionante....

Foram tardes comendo (mal), noites ouvindo histórias de terror contadas pelo Anderson e outras dormindo no quintal (sem o Anderson, porque ele é mala pra essas coisas, sempre foi). Manhãs de acordar com sono pra ter que ir pra aula no pós-balada.

Aquela casa era mal-assombrada, mas não faltam boas lembranças dela, apesar de tudo.

Ouvir esse CD é quase voltar no tempo. Pena que não dê mesmo pra voltar. Ou quem sabe, hoje vou sonhar que as previsões do André no Picadinho 2054 se tornem realidade e possamos reviver aqueles dias. E outros tantos que vieram depois, já com a participação sempre surpreendente de Márcio, a delicadeza de Lyara e a "irriquietude" de Darlan?

(O ano foi e veio e eu continuo meio sentimentalóide... vou fazer 31 anos, deve ser isso....)

quarta-feira, janeiro 04, 2006

Promessas de ano novo

Esse post está atrasado mas vou colocar assim mesmo.

Amigos um ano maravilho para todos! E que nesse ano nos vejamos ainda mais. Nossa amizade é por de mais valiosa e importante para mim.
Para celebrar esse início de ano aí vai uma seleção dos melhores pedidos de realizações e metas para 2006 deixados na nossa porta na noite do nosso Pré Natal.

Porta dos Desejos 2006:

Terminar 2006
Dinheiro / Dinheiro / Dinheiro
Vir + vezes ao Rio para acostumar com o calor
Corintians campeão de novo
Ter meu salário só para mim
Fazer um curso de chaveiro
Não me irritar tanto com o trabalho
Mentir mais
Comprar um apt.
Gastar menos
Ver nascer a 2ª. Geração dos picadinhos
Fazer depilação a lazer
Emagrecer 4 kg
Ter salário todos os meses
Nada de metade da laranja um gominho já está bom
Aprender a trabalhar
Emagrecer 1,5 kg
Demitir a Helena
Realizar as outras metas

Vamos ver no que isso vai dar! Eu já sei de um desejo que se realizou, e olha que a previsão dele era só para meio do ano. Tomara que isso seja um bom sinal para todos nós!


Manhã em Abricó


Do segurança pra lá só se passa peladão. Foi dito que eu fui o primeiro repórter a ir lá fazer reportagem que ultrapassou a linha imaginária e que conheceu a visão do lado oposto, de dentro. "O repórter está nu!", imaginei ter ouvido. Ninguém disse nada, ninguém olhou muito. Não perdi nada lá. Saí do jeito que entrei, com roupa, mas com o corpo lavado por completo e com a sunga seca. Há testemunhas. E vcs a conhecem.

A reportagem pode ser lida aqui