sexta-feira, julho 29, 2005

Será?...

... que Márcio contou que agora ele é editor assistente do Fim de Semana da GZM????

quarta-feira, julho 27, 2005

Como previam Edson e André

Oi pessoal, as notícias sobre meu desaparecimento foram um pouco exageradas, hehehe.
Bom, o André (força para não dizer Amaral) disse que ia colocar isso no blog, mas com ele não fez e eu estou de bobeira em casa, eu coloco.

UNESP, novembro de 1997
COMPROVANTE DE ENTREGA DO PROJETO EXPERIMENTAL
Título: "Alternativas para o PT e a esquerda brasileira (entrevistas)"
Depois de entrevistas com Paul Singer, Bernardo Kucinski e José Dirceu, na página 35 vem a conclusão. Destaco alguns trechos.
"A esquerda e o PT deveriam realizar um trabalho de base a partir dos governos municipais e estaduais para consolidar uma ampla base popular."

"Quanto aos governos estaduais, o PT contava com apenas dois após as eleições de 94; Cristovam Buarque no Distrito Federal e Vítor Buaiz no Espírito Santo."

"Ao priveligiar a conquista do poder federal, o PT se precipita e corre grave risco de prejudicar profundamente o seu projeto de socialismo democrático, tão rápido quanto quer chegar ao poder."

"Afinal, a questão não é conseguir o poder, mas ter força para pressionar quem estiver no poder." Sobre a necessidade da esquerda de conquistar mais governos municipais e estaduais, aproximando-se da população e criando uma ampla base popular.

"Pois hoje a esquerda inteira não tem força junto às camadas mais amplas da população e nem a maioria no congresso. Imagine-se uma situação hipotética em que o presidente hoje fosse Lula e não FHC, com a mesma bancada da esquerda no Congresso. Se o governo da coligação PSDB/PFL, que tem maioria, não consegue aprovar de vez as reformas, seja por falta de vontade política dos aliados ou por pressão da oposição, esse hipotético governo das esquerdas nestas condições, não conseguiria aprovar muitos de seus projetos. Mas como todos os políticos, os dirigentes do PT mostram que querem apenas o poder.
Na verdade o caminho ainda é longo e talvez não seja nem o PT que irá levar a esquerda brasileira até pelo menos a metade do trajeto. Afinal, como diz Perry Anderson no seu livro 'A crise da crise do marxismo', escrito em 1974, '...a história da esquerda é a história de sucessivas derrotas, alguma colossais.' "

sexta-feira, julho 22, 2005





Que Iraque, que vítimas da Aids ou do Câncer que nada. O Haiti é aqui. Já que não resta a nós pobres mortais eleitores muita coisa a fazer e uma vez que aquele broche com uma estrelinha vermelha virou relíquia, aí está um novo adereço do bem. De efeito tão ingênuo e utópico como o das ideologias fracassadas, mas que ao menos pode expressar um sentimento coletivo de momento. E custam só R$ 6.

Eu encomendei as minhas hoje, depois de acompanhar in loco o nosso mandatário mor na sua contínua capacidade de conseguir cada vez mais se afogar por conta própria. Hoje foi a vez dele dizer que "o povo não pode ser vítima da pequenez política" e que "não vai ser a elite que vai fazer ele baixar a cabeça". Explicar aqueles saquezinhos que é bom ou então aquela entrevista ridícula dada na França, nada. "All this that Exists, All this is Depressing".

quarta-feira, julho 20, 2005


Neísa, a pantera da coroas e da jaboticaba

Como deve ter chegado a muitos de vocês, chegou tempos atrás para mim também o hit "Jaboticaba", da musa daí do lado. Aquela musiquinha infame, com base de Grease, mas que ouvida a primeira vez não sai da cabeça.

Como sempre tive curiosidade e dúvidas da veracidade desses fenômenos da internet, resolvi checar se a tal Neísa existia mesmo. Pra que. É mais uma daquelas histórias que só acontecem comigo.

Devo ter sido o primeiro repórter fora de Botucatu que ousou ligar para a nova revelação da música pop brasileira. Ela pediu um minuto para poder para no acostamento e começou a contar a história da sua vida de coroa solteira, dona de imobiliária e compositora de chuveiro, que resolveu gravar um disco e desde então, apesar das barreiras impostas pelo mercado fonográfico, já transformou-se até na musa dos estudantes de medicina e dos estandes do SBT nos rodeios do interior de São Paulo.

Para encurtar a conversa perguntei se ela tinha outras músicas e se podia me mandar o CD. Dias depois chegou a encomenda: cd, carta de apresentação, cópia de uma entrevista dada ao jornal de Botucatu, tudo dentro de um envelope com o timbre da imobiliária dela.

Descobri então que, além da Jaboticaba, ela também tinha composições do tipo "Rock da Coroa", "Rap das Coroas" e "Saradona". Todas na mesma linha de funk-brega-caipira. Se não fosse pela última faixa "Pit bull", diria que seria melhor ela ter parado na "Jaboticaba" mesmo.

De qualquer forma, me convenci que não existia ali nada além do que um fenômeno de internet e não seria eu a promover a pantera. Fiz uma notinha burocrática falando do novo spam e do mp3 colocado por ela num site e dei o assunto por encerrado.

Mas ela não desiste. Continua me mandando e-mails, falando da sua luta e perguntando o que eu acho. Eu me limito sempre a lhe desejar boa sorte, mantendo a minha política de nunca desprezar o potencial de uma fonte ou artista em busca do estrelato.

Agora, ela acaba de me informar que o CD já está nas mãos de uma distribuidora e que agora já é possível comprar até mesmo em lojas virtuais. E o melhor, ela acaba de lançar um site pessoal com todas as suas músicas à disposição. Como ela mesmo afirma: "Se cuida, Kelly Key!"

Só não quero ser eu o responsável por esse sucesso!

segunda-feira, julho 18, 2005





A culpa é do pãozinho

Sim, meus caros, já há motivo para divórcio aqui pra esses lados. Não, não é uma amante ou um novo gato adotado. Trata-se de edição jornalística. Na próxima vez que Anderson Gurgel editar uma matéria minha e transformá-la em mais uma reportagem econômica mala, eu puxo meu carro. E os gatos vão junto.

Explico: fiz uma matéria sobre as grandes padarias de SP. Aquelas maravilhas como Galeria dos Pães e Barcelona. Foi ótimo entrevistar esse povo. Metade da apuração correu pela minha mão, metade pela de Anderson e eu escrevi o texto. Era um texto longo, admito, mas focado nas histórias desses deliciosos lugares. Qual não foi minha surpresa quando leio o texto editado por Anderson e vejo que ele o transformou... numa matéria de negócios!!! Cheia de números chatos!!!

Pois é, me senti repórter da Veja: do que escrevi sobraram apenas os nomes das padarias e dos entrevistados. Agora eu sei a "maravilha" de ser repórter. E eu nem posso xingar a mãe do editor, que, no caso, é a minha simpatícissima sogra.

Portanto, vcs já sabem. Quando ouvirem falar que nós nos separamos, saibam que a culpa deve ser de alguma doceria, chocolateria ou cafeteria de SP, temas de próximas prováveis pautas.

sexta-feira, julho 15, 2005

DA DESCOBERTA DO CORPO(affe... que título mais adolescente)

Não. Não é isso que vocês estão pensando.

Estou descobrindo, sim, é que meu corpo de vez em quando dá problemas. Principalmente quando eu acho que ele é o mesmo de quando tinha 18 ou 25 anos.

Dia desses me empolguei e voltei a correr, coisa que fiz com certa frequência nos últimos cinco anos (mas que não fiz nos últimos doze meses).

Uns treinos na esteira de academia, outros de resistência nos parques da região, e me empolguei ainda mais. Me inscrevi em uma Prova Pedestre de 7,5km pelo centro da cidade, descubri sites, revistas e comunidades no orkut sobre o assunto, comprei tênis adequado...

Aí resolvi fazer um treino mais puxado no Parque da Água Branca. Corri 3..., 5...., 6... quilômetros na boa... No oitavo, depois de uma descida, senti uma dorzinha no joelho, mas completei nove com fôlego, em 63 minutos, todo orgulhoso. Já estava até sonhando com a medalha olímpica na maratona em Londres/2012. Me sentia o Vanderlei Cordeiro de Lima. Nem o padre irlandês poderia me parar.

Aí no dia seguinte meu joelho dói. No outro dia, dói ainda mais. Nos oito seguintes continua doendo, dando a impressão de que o joelho pode dobrar pra qualquer lado de uma hora pra outra. Me senti o Ronaldinho Fenômeno. E sem direito a Danielas ou Raicas.

Aí que o raio-x de hoje me fez descobrir que todo ser humano tem uma tal de pata de ganso. É lá que eu ganhei uma tendinite por excesso de corridas, falta de aquecimento, e muitos trechos em declive. E é por causa da tal pata de ganso que eu fiz hoje a segunda das minhas dez sessões de fisioterapia.
Onde está Edson Gushiken

Será que ele está comemorando o TRI até agora?
Dúvida Cruel/ Da série: Helena que adora premiações

Eu torço por Tarantino ou por J.J. Abrams????

— Quentin Tarantino ganhou um Oscar de roteiro, mas poderá ganhar um Emmy de direção com sua indicação a Melhor Direção Série Drama pelo episódio final da 5ª temporada de "CSI". Um de seus rivais na disputa será J.J. Abrams, pelo piloto de "Lost".

Enfim, o outro recorde do SPFC...

Metrô de SP sofre sua maior destruição da história

Reinaldo Marques/Terra

A torcida do São Paulo, que foi para a Avenida Paulista comemorar o título da Copa Libertadores nesta madrugada, acabou causando a maior depredação da história do Metrô. De acordo com a empresa, nunca houve um quebra-quebra como o sofrido nas estações Brigadeiro e Trianon em mais de 30 anos de operação.

quinta-feira, julho 14, 2005

Clube do Picadinho - Nus e Crus


Testando..... ops...

quarta-feira, julho 13, 2005

Responda se for capaz

O dinheiro sonegado pela Daslu cabe em quantas malas da Louis Vuitton?

Agora tudo ficou explicado: a cueca do assessor do irmão do Genoino foi comprada na Daslu.
Depois vcs acham que só vejo BlockBusters...

Eu realmente gosto muito de blockbusters. Blockbusters bons e não esse lixo que se multiplica compulsivamente no cinema. Eu não vou assistir "Guerra dos Mundos", nem "Quarteto Fantástico". Os dois têm pinta e jeitão de grandes bombas. Eu tô de saco na lua de olhar a grade de cinema e só ver esse tipo de tranqueira à disposição. Gostei de "Batman", muito, mas é o tipo de filme que se perde no mar de iniquidades do cinema atual. Fica até parecendo que ele é igual a todos os outros, e não é. Ele é melhor, embora com problemas, mas bem melhor.

Semana passada, em um acesso de insanidade e falta do que ver mesmo, fui assistir "Madagascar". Benza Deus, a Pixar não faria uma malice daquelas! Só se salvam os pinguins psicóticos (sensacionais!) e a rave dos lêmures (!!!!!). Tudo tolo, animação pobrinha, pobrinha. Depois de "Os Incríveis" e "Procurando Nemo", até a molecada deve estar com tédio vendo uma coisa dessas. Mesmo que a bilheteria seja ótima, nem eles se convencem.

Enfim, não é todo dia que um "Homem-Aranha" ou um "Senhor dos Anéis" saem do forno do cinemão hollywodiano.

sexta-feira, julho 08, 2005

PICADINHO SEM PIMENTA

Os visitantes ocasionais do nosso Clube vão ficar bem decepcionados.
Segundo o contador de visitas, as pessoas que chegam ao blog via programas de busca, como o Google, aparecem depois de procurar palavras como:

Nus
Homens
Fotos
Trepadas
Famosos
Coroas
Sexo
Gostosas
Celebridades

.....

Ainda bem que a caixinha de maldades do Darlan não entra nesse nível...















Seguindo a apresentação dos personagens através de cenas dos primeiros episódios...
Lugar não identificado, data contemporânea à da cena abaixo: Lyara exibe novo visual e diz não saber se voltará a fazer um corte toin-oin-oin no futuro
Essa é para inaugurar a nova fase multimídia do Blog.
Espaço Unibanco, data não identificada: Helena e Gurgel não se arrependem de ter trocado mais um seriado do Arquivo-X por uma sessão de "O Jarro", na sala 5. Mas preferem pedir um café em vez de caipirinha de lima-da-pérsia.

quinta-feira, julho 07, 2005

A INDIGNAÇÃO MOVE O MUNDO!!!!!!

Indignado com o PT eu não estou.
Só com o Robinho, que insiste em querer trocar o Santos pelo Real Madrid, e com o Darlan, que pôs em dúvida a eficácia do método caipirinha-de-lima-da-pérsia.

Aí, fiquei revoltado e consegui acertar novamente o esquema de comentários do Clube.

Pena que perdi todos os comentários de toda a história do blog...
Mas ninguém ia querer aquilo mesmo, ia?