quarta-feira, julho 27, 2005

Como previam Edson e André

Oi pessoal, as notícias sobre meu desaparecimento foram um pouco exageradas, hehehe.
Bom, o André (força para não dizer Amaral) disse que ia colocar isso no blog, mas com ele não fez e eu estou de bobeira em casa, eu coloco.

UNESP, novembro de 1997
COMPROVANTE DE ENTREGA DO PROJETO EXPERIMENTAL
Título: "Alternativas para o PT e a esquerda brasileira (entrevistas)"
Depois de entrevistas com Paul Singer, Bernardo Kucinski e José Dirceu, na página 35 vem a conclusão. Destaco alguns trechos.
"A esquerda e o PT deveriam realizar um trabalho de base a partir dos governos municipais e estaduais para consolidar uma ampla base popular."

"Quanto aos governos estaduais, o PT contava com apenas dois após as eleições de 94; Cristovam Buarque no Distrito Federal e Vítor Buaiz no Espírito Santo."

"Ao priveligiar a conquista do poder federal, o PT se precipita e corre grave risco de prejudicar profundamente o seu projeto de socialismo democrático, tão rápido quanto quer chegar ao poder."

"Afinal, a questão não é conseguir o poder, mas ter força para pressionar quem estiver no poder." Sobre a necessidade da esquerda de conquistar mais governos municipais e estaduais, aproximando-se da população e criando uma ampla base popular.

"Pois hoje a esquerda inteira não tem força junto às camadas mais amplas da população e nem a maioria no congresso. Imagine-se uma situação hipotética em que o presidente hoje fosse Lula e não FHC, com a mesma bancada da esquerda no Congresso. Se o governo da coligação PSDB/PFL, que tem maioria, não consegue aprovar de vez as reformas, seja por falta de vontade política dos aliados ou por pressão da oposição, esse hipotético governo das esquerdas nestas condições, não conseguiria aprovar muitos de seus projetos. Mas como todos os políticos, os dirigentes do PT mostram que querem apenas o poder.
Na verdade o caminho ainda é longo e talvez não seja nem o PT que irá levar a esquerda brasileira até pelo menos a metade do trajeto. Afinal, como diz Perry Anderson no seu livro 'A crise da crise do marxismo', escrito em 1974, '...a história da esquerda é a história de sucessivas derrotas, alguma colossais.' "

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial