terça-feira, agosto 23, 2005

CONVERSA PICADINHA III. NO GINECOLOGIOSTA

Eis que hoje, após mais de 2 anos, eu fui ao meu ginecologista. Sim,um homem, porque já tentei ginecologista mulher e só me ferrei. Chego lá, ele abre a porta pra me atender e eis que:

MÉDICO: Helena! Ué, vc se separou?
HELENA: Qué isso, doutor? Não! 5 anos, mesmo marido.
MÉDICO: É que nenhuma paciente minha continua bonita assim depois de 5 anos de casamento. Pensei que vc tivesse se separado
helena pensa: "Isso é muito bom! Ótimo não ter cara de casada acabada"
MÉDICOEntão, 5 anos de casada... e os meus sobrinhos?
helena pensa: "Fudeu...."
HELENA: É..................
MÉDICO: Com quantos anos vc tá mesmo?
helena pensa: "Agora fudeu mesmo...."
HELENA: Acabei de fazer 30.
MÉDICO: Então, vamos fazer as contas. Se vc engravidar agora, vai nascer quando vc tiver 31. COmo as pessoas ficam morando com os pais, hoje, pelo menos até 24 anos, vc terá que aguentar o moleque até os 55. Quanto mais adiar pior. Eu mesmo tive a minha caçula aos 37.
HELENA: É, doutor, mas não sei se quero ter filhos... Na verdade hoje eu não tenho a menor vontade...
MÉDICO:Mas vc tem que engravidar logo, é mais fácil o parto, mais fácil pra perder peso...

Helena suspira. Médico muda de papo e começa a falar dos exames horrorosos que terei que fazer, etc e subo num instrumento de tortura, digo, numa balança.

MÉDICO:Seu marido é alto?
HELENA:É sim, mais alto do que eu.
MÉDICO:Seus filhos vão ser lindos e altos. Uma beleza! Já estou vendo....
helena pensa: "Socorro!!!"
MÉDICO: Então, vc faz o exame com fulano de tal que vai fazê-lo do jeito certinho pro seu pré-Natal. Vc só vai ter que se preocupar com a estética, porque vc já tem estrias, tem que cuidar pra não aumentar. Conto com vc, hein?
helena pensa:"????????????????????????????????"
HELENA: Tchau, doutor. Até mês que vem.
MÉDICO: Tchau, aí a gente já começa a planejar tudo direitinho!
helena pensa:"Eu não mereço... Ainda bem que ginecologista é só 2 vezes por ano!"
O silêncio dos intelectuais

Fui ontem acompanhar a palestra da intelectual petista número 1 sobre o silêncio dos intelectuais. Definitivamente, Lula e a patota devem ter aprendido com ela a recusa ao questionamento e o desprezo pela imprensa. Em sua palestra "Intelectual engajado, figura em extinção?”, a filósofa se valeu de toda sua retórica espinosiana para defender que, às vezes, o silêncio “é um dever”. Segundo Marilena ChaTAuí (como diria o Márcio), ela não pode comentar a atual crise política porque antes precisa entendê-la. Ou seja, as evidências de corrupção e caixa 2 são coisas deveras objetivas para a filósofa que sustenta que a mídia vende aparências como evidências.

segunda-feira, agosto 22, 2005

CONVERSA PICADINHA 2

Cemitério de Congonhas, há duas semanas, velório da minha tia.
Naquele momento em que as pessoas começam a falar: "Quando for a minha vez...."

MINHA MÃE: Eu quero velório curto. Nada de muito tempo. Enterro discreto.
EU: Eu também. E com música, de preferência.
MINHA MÃE: Só faço uma exigência. Quando eu morrer, não quero ser enterrada de roupa de manga curta!!!
EU: Pq, mãe? Alguma superstição?
MINHA MÃE: Não. É que é feio camiseta curta. E eu quero ir para o céu arrumadinha...
EU: Ah, tá...
(Alguns segundos depois...)
MINHA MÃE: Você, pelo que eu conheço, vai querer ser enterrado de bermuda e camiseta!
EU (pensando): Será que minha mãe pensa que eu ainda tenho 14 anos?...

p.s. - Tava escrevendo e lembrei daquele poema do Mário de Sá Carneiro ("Quando eu morrer batam em latas/ rompam aos saltos e pinotes...). Poema que me fez conhecer um dos picadinhos da turma... Eu já falei pra ele contar essa história aqui, mas ele nunca conta...

sábado, agosto 20, 2005

+ enjôo no cinema

Depois de Sin City consegui assitir algo ainda mais perturbador. Desejo e Obsessão do Vicent Gallo. O filme é até legalzinho, linguagem bacana, mas perde totalmente o foco quando deixa de ser sutil e passa para a trotura em tempo real...
Olha ninguém precisa ver e ouvir tudo aquilo!!!!!!
Estou ficando cansada de filmes sórdidos. Vou comprar uma cópia da Noviça Rebelde e parar de ir ao cinema.

quinta-feira, agosto 18, 2005

CONVERSA PICADINHA

Eu, no elevador da firma, com um tiozinho cabeludo e outro barbudo...

Cabeludo: Cada cena que eu vejo naquele bar do Johnny...
Barbudo: Johnny... Johnny.. o pior bar do mundo...
Cabeludo: Um dia eu estava lá... Apareceu um sujeito todo mulambento e perguntou quanto era o café. O Johnny respondeu que era um real e ele falou: 'Então me dá só cinquenta centavos'.
Barbudo: Teve uma que eu vi que foi pior: Tava lá tomando uma e apareceu um bêbado perguntando quanto era a dose de pinga. O Johnny falou que era cinquenta centavos e o cara tirou umas moedas do bolso e respondeu: "Pô... Não dá pra você me dar 25 centavos de pinga?". Você acredita nisso? Que situação....
Eu: E aí? O Johnny vendeu a pinga?
Barbudo: Não! Não vendeu! Fiquei indignado, rapaz...
Cabeludo: Vou dar uma passada lá mais tarde..
Barbudo: Te encontro lá!

segunda-feira, agosto 15, 2005

Que tudo mais vá para o inferno...

Estava com medo de se o Lula cair levando o Alencar junto, o Severino assumir o Brasil, mas deu no Blog do Noblat que isso não pode acontecer. O artigo 81 da Constituição diz que se os cargos de presidente e vice ficarem vagos nos dois últimos anos do mandato, o congresso deve escolher os dois novos mandatários em 30 dias, por meio de eleição indireta, para completar o tempo de mandato que resta. Então no mínimo, o Severino, que antes de tudo é um fraco, teria apenas 30 dias de poder. Menos mau.

Mas acho que se for assim, o PSDB não vai de Serra e nem Alckmin, porque ainda estão no primeiro ano e no meio dos mandatos respectivamente.

Também tem outra coisa, que moral tem esse congresso para eleger um novo presidente? Não tem moral nem para votar o impeachment do atual trapalhão.

Confesso que o meu medo está dando lugar a uma curiosidade mórbida pra ver o tamanho da bosta que vai acontecer se o Lula cair. Quero mais é que o circo pegue fogo.

sexta-feira, agosto 12, 2005

Loser manos

Chegou em casa ontem o tal número 4. Quem sabe, como eles mesmos dizem, depois de uns dois anos eu devo passar a gostar mais do disco. Mas a primeira impressão que tive é que é um disco menor. Com um pouco de boa vontade dá para encontrar alguma coisa dos Los Hermanos original, mas o que predomina é uma batida mais bossa nova e umas faixas mais próximas do rock progressivo. Saíram os metais, a explosão das canções e as letras ficaram ainda mais etéreas. Se ainda não consegui chegar a uma opiniçao conclusiva sobre o disco cheguei ao menos a uma conclusão sobre o grupo. Definitivamente não gosto das composições do Amarante. Dessa vez, são 5 músicas dele. Sem contar que ele decidiu também pintar a capa do CD. Todas as faixas do novo álbum já está disponível no site deles. Eles vão fazer um show no Rio no dia 11 de setembro. Caso queiram incluir o programa no pacote, fica aí a dica.

quinta-feira, agosto 11, 2005

Precisando de muito sal grosso

A bem-aventurança não está do lado das pessoas de bem, solidárias e gentis. Os últimos acontecimentos provaram a infabilidade dos preceitos do profeta carioca Gentileza. É de conhecimento de todos que sou um trabalhador honesto, pagador de todos os impostos, bom marido, etc. Nos últimos dias decidi também aderir à campanha da gentileza, mas não ando sendo recompensado. Pelo contrário, estou precisando de muito sal grosso. O que pode ser pior: ter a luz cortada, ficar trancado do lado de fora de casa ou ser furtado? E se as três coisas ocorrerem uma em seguida da outra?
Veja: sempre servindo mal o Brasil


Leiam e tirem suas próprias conclusões.

http://www.novae.inf.br/pensadores/ultima_de_veja.htm

quarta-feira, agosto 10, 2005

Cinema Pop

Vou deixar o mar de lama um pouco de lado. Queria falar de Sin City mas como sou cooporativista vou falar de um filme nacional que se pretende o campeão da bilhetria de 2005. DOIS FILHOS DE FRANCISCO comecei o questionamento numa discução com o Darlan na mesa de bar sobre a validade de se investir num filme de encomenda claramente comercial. Qual o problema??? Não é isso que Holywood faz a anos, qual o problema em se visar o lucro com etertenimento, por acaso não é o fazem todos os produtores musicais? E até o marchans? E os " repeitáveis ecritores" que escrevem bobagens por encomenda e gordos honorários?
Bem, para mim é válido e bem fazem as empresas que conseguem enxergar o lucro em nosso pífio cinema nacional.
Quanto ao filme ele é realmente bom, nada de espetacular. Mas bom. Ótimos atores, interpretações acertadas. Direção segura e criativa, sem ser moderna. Bom roteiro linear. Linda fotografia. Claro que vc.s aqui do blog não vão assitir, mas o filme não é nem um pouco constrangedor para quem não fã. Caetano acertou na trilha sonora colocando antigas e conhecidas canções sertanejas e deixando apenas umas 03 músicas da dupla que só se ouve na segunda metade do filme. Arriscaria dizer que é um melodrama sobre um tema extramamente popular, vulgar até, construido para atender aos caprichos culturais e estéticos da elite brasileira que pode pagar R$17,00 por um ingresso de cimena.
Mais um acerto da Cospira que esse ano já lançou o maravilhoso e fracasso de público Casa de Areia, ambos com o selo da Globo Filmes.

segunda-feira, agosto 08, 2005

Ainda bem que eu não era petista

Porque eu não estou me sentindo traída. Ver o Márcio tendo um treco com essa maracutaia toda do PT me deu a inspiração para escrever esse post.

Eu não me sinto traída porque político não presta. Nenhum deles. Eu tinha certeza de que para chegar ao poder o PT tinha vendido a alma pro "outro" - eles só não precisavam ser tão incompetentes na hora de esconder a lama, isso lá é verdade. Burrice total, eles mostraram que, de fato, ainda não estavam completamente preparados para o poder federal.

Não tive nenhuma ilusão de que tudo seria completamente diferente, de que o PT iria fazer a distribuição de renda que está errada desde a colônia. Votei no Lula porque acreditava e, pasmem, ainda acredito, que ele é atualmente o melhor político para governar o Brasil.

Sim, eu votei no FHC em 94 e 98. Arrependo-me profundamente, o PSDB afundou o país muito mais do que qualquer Marcos Valério ou Dirceu poderá sonhar em fazer. Mas os petistas foram demasiadamente utópicos.Não há espaço para utopias na política, elas não combinam com o poder.

PS: Sim, estou a fim de uma polêmica para animar esse espaço aqui. Afinal, mais de 50% desse blog é composto por petistas históricos, eu sei....