terça-feira, agosto 23, 2005

O silêncio dos intelectuais

Fui ontem acompanhar a palestra da intelectual petista número 1 sobre o silêncio dos intelectuais. Definitivamente, Lula e a patota devem ter aprendido com ela a recusa ao questionamento e o desprezo pela imprensa. Em sua palestra "Intelectual engajado, figura em extinção?”, a filósofa se valeu de toda sua retórica espinosiana para defender que, às vezes, o silêncio “é um dever”. Segundo Marilena ChaTAuí (como diria o Márcio), ela não pode comentar a atual crise política porque antes precisa entendê-la. Ou seja, as evidências de corrupção e caixa 2 são coisas deveras objetivas para a filósofa que sustenta que a mídia vende aparências como evidências.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial