domingo, fevereiro 22, 2004

nasci na rosas de ouro. sua antiga quadra ficava numa rua paralela à que eu morava. brasilândia. vi a escola passar pelos grupos todos de acesso, desfilar na cardeal arcoverde até conquistar o direito de se apresentar na tiradentes. alguns títulos, veio o anhembi e eu seguindo junto. já saí na harmonia, fantasiado em ala, como passista: onde conseguisse, sou rosas de ouro com o coração.

mas escrevi tudo isso antes para tentar explicar esse sentimento que me toma agora. acabei de chegar do sambódromo. desfilei, como sempre, na rosas. mas ganhei ontem uma fantasia para a mocidade alegre: aprendi o samba lendo a letra e escutando o cd enquanto dirigia indo e voltando do trabalho. desfilei também então. e aí é que devo ser o mais sincero que puder: nunca, repito o nunca, me emocionei tanto num desfile quanto hoje saindo no meio da comunidade da mocidade.

para mim, e pelo que escutei depois, o título do carnaval desse ano já tem uma merecida escola dona.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial