quarta-feira, agosto 04, 2004

Da larica da madrugada....

Fui ao supermercado agora há pouco e devo ter comprado uns 5 quilos de frutas. Adoro comer frutas, e acreditei piamente que elas substituíriam a larica por doce noturna de todo dia.... qual o que.... nada substituí o bom e velho açúcar. Nem duas mexericas, uma atemóia (parente da fruta pinha) e um cacho de uvas. Mas como já é meia-noite e marido está dormindo, terei que saciar minha larica apenas amanhã. Ou resistir bravamente.

O açúcar é o único amor verdadeiro que existe nesse mundo. O resto é bobagem, principalmente o amor romântico, que é o verdadeiro ópio da humanidade. Como esse padrão atrapalha vidas! Falo daquele amor idealizado, fofo, meigo. Perfeito. Aquele que não existe.

Açúcar atrapalha porque engorda, mas dá uma felicidade. Já o amor romântico pode até dar felicidade e barato, mas acaba dando mais trabalho do que perder uns quilos a mais. Fico com o açúcar e com meus amores neuróticos.



0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial