sexta-feira, julho 16, 2004

O Casamento Dos Pequenos Burgueses 

 

E até o dia 01/8 em Sampa tem a Ópera do Malandro !!!!

O musical tá show... tô ouvindo o CD e quase concordando com tanto incenso ao redor do rebento de Sérgio Buarque...ele avisou tudo que ia ocorrer mais de 20 anos antes, de maneira absolutamente inusitada...

E para os casados, não sigam o exemplo dos burgueses abaixo....Creio na criatividade de vocês !  

Chico Buarque 

  
"Ele faz o noivo correto E ela faz que quase desmaia Vão viver sob o mesmo teto Até que a casa caia Até que a casa caia Ele é o empregado discreto Ela engoma o seu colarinho Vão viver sob o mesmo teto Até explodir o ninho Até explodir o ninho Ele faz o macho irrequito E ela faz crianças de monte Vão viver sob o mesmo teto Até secar a fonte Até secar a fonte Ele é o funcionário completo E ela aprende a fazer suspiros Vão viver sob o mesmo teto Até trocarem tiros Até trocarem tiros Ele tem um caso secreto Ela diz que não sai dos trilhos Vão viver sob o mesmo teto Até casarem os filhos Até casarem os filhos Ele fala de cianureto E ela sonha com formicida Vão viver sob o mesmo teto Até que alguém decida Até que alguém decida Ele tem um velho projeto Ela tem um monte de estrias Vão viver sob o mesmo teto Até o fim dos dias Até o fim dos dias Ele às vezes cede um afeto Ela só se despe no escuro Vão viver sob o mesmo teto Até um breve futuro Até um breve futuro Ela esquenta a papa do neto E ele quase que fez fortuna Vão viver sob o mesmo teto Até que a morte os una Até que a morte os una"

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial