sexta-feira, janeiro 30, 2004

Ora pro nóbilis
A cabeça gira... e neste fim de manhã, em que mais uma vez eu estive bem perto de voltar a minha essência, eu preciso e quero me desculpar.
O uso diário da palavra somada à sensação de não existir ninguém te lendo me leva a não ponderar exatamente o peso que algumas declarações podem ter.
Como eu posso falar de passionalidade ? Talvez eu seja no fundo o mais passional entre todos nós. "Nunca te esqueças, que sou dos trópicos"....
Helen, desculpe !!!! Disse nos comentários, mas prefiro dizer aqui mais explicitamente TE AMO e não quero que fiques tristes ou que surjam mágoas entre nós.....(And, não fique com cíumes).
Mas creio que podemos continuar fazendo Picadinho sim André. Estamos estraçalhando (é assim que se grafa ?) emoções e os corações dos leitores...

Márcio Rodrigo

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial