quarta-feira, janeiro 05, 2005

E o ano começa...

Há meses não escrevo nesse espaço. Muita escravidão, muitos compromissos, mas decidi voltar e retomar nossa tradição cinematográfica. Vamos manter o espaço vivo, já que ele é o nosso melhor ponto de encontro (espero que mudemos isso em 2005).
O ano começou pra mim com Antes do por-do-sol. Filmes como esse provam que meu romantismo tirou férias com o meu instinto materno e ambos parecem bem onde estão, sem vontade de voltar. A melhor parte do filme pra mim é que ele tem uma hora e quinze e quando a tortura estava no limite, acabou.
Reconheço que é um filme bem feito, bom tecnicamente, a Julie Delpy dá um show no acabado do Ethan Hawke (ou a falta que a Uma Thurmann faz na vida de um homem). Mas filmes de "discutir a relação" não são pra mim. E que relação? Só foi bom pra eles porque durou menos de 24 hs.
Mas ontem tive a recompensa. Fui ver Doze Homens e outro Segredo. Além de ser um filme lindo de morrer (por razões óbvias), é um filme divertido, animado, alegre. Tá na cara que o povo se divertiu filmando aquela brincadeira, e que atormentaram muito mesmo o sul da Itália. Mas um belo filme, filmado no estilo SOndenbergh que me agrada muito, com boas atuações e roteiro complicado, típico de filmes desse tipo. Sou fã desses filmes em que o bandido é o herói e em que ele não usa armas de fogo. Diversão garantida e bom cinema. Além, claro, de homens absurdamente lindos. E mulheres também.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial