terça-feira, outubro 19, 2004

Eu amo o Google

Não é a primeira vez que declaro esta minha paixão. O Google é sem dúvida o site que eu mais acesso. O mais eficiente, fácil de usar, rápido e detalhe: nunca dá pau ou página não encontrada. Pois é, depois de já ter virado verbo, de ser elevado ao posto de oráculo da cibersociedade, de render milhões aos seus criadores, ele agora também salva vidas.

O Google acaba se salvar um jornalista australiano seqüestrado no Iraque. Ele foi libertado depois que seus seqüestradores confirmaram sua identidade no Google. Graças às informações do encontradas via google, os seqüestradores ficaram convencidos de que ele não trabalhava para o serviço secreto americano ou para alguma empresa americana no Iraque.

Bem-aventurados os internautas porque deles o Google sempre vê, sempre sabe, sempre revela.


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial