sexta-feira, fevereiro 06, 2004

Relógio de parede

muitos anos atrás
nesse lugar onde eu trabalhava
o cara era grande e negro
muito grande e muito negro
e o chamavam de Chibatada.
ninguém o incomodava
nem os supervisores
os donos
nem o prefeito
de Washington.

já era tarde numa noite e eu estava
trabalhando ao lado dele
quando perguntou,
"ei, cara, que horas tem?"

eu não olhei para ele.
peguei meu dedo e apontei
pra parede dos fundos
onde tinha um relógio grande.

"eu quero saber tuas horas, cara, eu
vejo que tens um relógio aí!"

esperei uns momentos, então
de novo apontei meu dedo para o
relógio
e voltei a trabalhar

daí em diante
eu estava à altura
de Chibatada
e todos os outros.

eles acharam que eu tinha peito
que não conhecia medo algum
mas entenderam tudo errado.
apenas é que eu estava com medo de
coisas muito mais importantes.

Charles Bukowski

p.s. - eu não escrevo, mas sou rei do Ctrl-C + Ctrl-V

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial